Skip links

Taxonomia e marketing: defina seu produto e venda melhor

Share

O que é taxonomia e por que taxonomia e marketing devem andar de mãos dadas?

Taxonomia de conteúdo é um esquema de classificação de todas as peças de conteúdo criadas por uma empresa, a fim de facilitar a localização, compartilhamento e monitoramento da performance da sua estratégia de conteúdo.

Essa sistematização considera o eixo temático trabalhado, o título das postagens, palavras-chave primárias e secundárias, categorias e tags atribuídas a cada conteúdo digital, possibilitando o agrupamento de conteúdos semelhantes.

A taxonomia na definição de produtos

Após um trabalho na formulação de proposta de valor, é necessário direcionar essa proposta para diferentes possíveis compradores. Seu produto pode ser uma solução para diferentes dores. Como alcançá-los de forma personalizada? Não adianta ter uma proposta de valor sem um comprador que a veja assim.

A maior parte das empresas têm problemas nessa parte. Como classificar? Como colocar meu produto em uma caixinha de apresentação ideal para x,y e z clientes?

Aqui começamos a falar sobre a taxonomia em si. A classificação de dores x clientes, como alcançá-los através de soluções possíveis através de seus produtos, é o que atrai clientes e finaliza vendas.

Falando sobre aumento na geração de leads e vendas, três  soluções são mais procuradas:

  1. Consultoria (seja ela agência de marketing ou consultoria estratégica) – enquanto primeiros dificilmente entendem o que é essencial para promoção, os segundos têm visão estratégica mas cobram caro para entregar o resultado do seu trabalho. Marqueteiros muitas vezes acabam optando pela opção 1 – e ficam no “raso”, sem conseguir efetivamente entender e cativar seu cliente.
  2. “Sistemas de pesquisa de mercado” – “geradores de leads” – nada mais é do que ferramentas úteis para quem sabe o que busca. Não servem para anda para quem ainda não achou o seu “santo graal” de proposta de valor.
  3. Cursos e infoprodutos sobre “growthhacking”. Esses gastam tempo, e o tempo, como sabemos, é dinheiro. Mas inspiram e as vezes geram bons frutos – quando mediador do processo é um bom profissional. Esses normalmente têm agenda toda ocupada meses para frente.

Uma vez que você domina sua proposta de valor e entende como segregar as diferentes soluções que seu produto apresenta, você economiza tempo, dinheiro e investe naquilo que realmente te trará vendas.

Nossa ideia é que você conheça exatamente as frases, palavras chave e apresentações que vão alcançar seu público em cheio!

Exemplo no mundo das vendas

Tome os artigos em um site de entretenimento, por exemplo. Dentro desse todo, é necessário classificar para que os clientes encontrem facilmente aquilo que atende às suas necessidades, da seguinte forma:

  • Espécie: Livros, Filmes ou séries? Aqui o cliente faz sua primeira escolha, que indica o tipo de consumo que mais lhe interessa.
  • Dentro da espécie Filmes, ainda existe a escolha entre Gêneros: Ação, Ficção Científica, Romance e Comédia.
  • Dentro do gênero Comédia, existe a família: Comédia romântica, comédia pastelão e sátira.

Imagine se a pessoa responsável por esse site não se preocupasse com a classificação? De nada adiantaria ter os melhores lançamentos, o melhor catálogo de filmes, séries e livros; dessa forma, ninguém seria capaz de encontrar nada ali.

A forma mais fácil de atingir públicos diferentes seria classificando os conteúdos e mostrando a pessoas específicas as soluções que mais as atrairiam; Uma apresentação mais séria e adulta para aqueles que gostam de ler biografias, uma apresentação mais relaxada e descontraída para quem gosta de filmes de comédia e por aí vai…

Em resumo

O princípio da taxonomia aqui é simples, pegar seu serviço ou produto separar suas características por classificações e públicos a serem alcançados por elas.

Assim, uma vez feito esse processo, você já tem apresentações prontas do seu valor de produto para os diversos públicos que mais combinam com ele de forma personalizada, mais vendável.

Em resumo, é imprescindível ter DEFINIÇÕES dos seus produtos (proposta de valor) e depois CLASSIFICAÇÃO (Taxonomia) para alcançar de maneira eficaz seus alvos.

Vamos falar mais sobre como fazer essa categorização e formas de apresentar a sua proposta de valor para atrair mais leads e aumentar suas vendas nos próximos textos:

  • Como gerar leads e vender mais? Averbação da proposta de valor!
  • O que muda com mudança na formulação de proposta de valor e quais são as melhores frases para aumentar vendas
  • Como semântica ajuda e atrapalha na hora de growth-hacking
  • Princípios de estruturação de sistema de métricas a base de mapa semântica do contexto e proposta de valor
  • Proposta de valor e escolha de NSM
Return to top of page
× Fale conosco :)