Skip links

Robôs Promobot V2 vs V4: Quais são as diferenças?

Share

A Umbô trabalha com robôs atendentes da Promobot. Quando contatados por uma empresa para prestar serviços com um dos dois robôs, frequentemente somos questionados com uma simples pergunta: Mas qual a diferença entre os dois?

É exatamente essa pergunta que vamos responder a seguir.

Primeiro de tudo: O que são os robôs Promobot?

Os robôs Promobot foram desenvolvidos com o objetivo de auxiliar os humanos em tarefas repetitivas, a fazer com que a experiência do cliente seja otimizada tanto em questão de tempo, como de experiência.

Há alguns anos, pensar em ser atendido por um robô em uma loja era pensamento de ficção e hoje, apenas uma questão de tempo. Em alguns aeroportos, museus e lojas de varejo pelo mundo, os robôs Promobot já atuam como vendedores e auxiliares em tarefas que são repetitivas e não exigem pensamento criativo. 

Eles vão substituir os humanos?

Levantamos muitas vezes essa questão aqui na Umbô. As pessoas têm muito medo de serem substituídas por robôs e perderem seus empregos. Temos duas respostas para essa pergunta: Sim e Não.

Sim, pois todas as tarefas repetitivas, insalubres, que não requerem pensamento mais aprofundado (ou seja, trabalhos mecânicos e robotizados), serão eventualmente substituídos seja por robôs ou apenas por automação.

Não, pois todo trabalho que envolve estratégia, empatia, lidar com emoções, com pessoas, esses trabalhos não podem ter robôs substituindo, já que eles não possuem emoções (por mais que se tente passar essa ideia).

O que acontece com os robôs é que as pessoas por trás de sua programação procuram ‘humanizá-lo’, de forma a não assustar, ou até mesmo para que as pessoas aceitem de forma mais natural conversar e serem atendidas por máquinas.

Voltando ao assunto

Os robôs Promobot já tiveram algumas versões diferentes, quatro, para ser mais precisa. Em cada uma dessas versões algo foi modificado para melhorar o desempenho e assim, temos diferenças entre as versões 2 e 4 (que são as que temos disponíveis no mercado brasileiro hoje).

V2

O V2, ou Dubô, é um robô robusto, que para alguns lembra a Rosie, robô dos Jetsons e para outros, poderia ser um avô da Eva, robô de Wall-E. 

Ele tem uma tela grande (de 10.1 polegadas com resolução de 1280×800 pixels) em que é possível colocar vídeos instrutivos ou institucionais, possui uma câmera para reconhecimento facial, tira e imprime fotos e tem movimentos que se limitam a cabeça e braços (sendo que seus braços não são articulados, ou seja, se movimentam apenas para cima e para baixo). 

Ele pode ser programado para se locomover automaticamente dentro de um raio pré-determinado, em busca de um rosto humano para iniciar uma conversa. Sua locomoção se dá através de 4 rodas.

Seu sistema linguístico foi desenvolvido pela Promobot e serve tanto para captar interações para aprendizado futuro, quanto para curadoria de informações que serão mais específicas para cada tipo de uso.

Seu display de rosto se limita a expressão com os olhos apenas, sem boca.

V4

O V4, ou Umbô, é um robô mais articulado, que tem braços e mãos que se movimentam a fim de passar ideia de gesticulação. Ele consegue se adaptar à altura da pessoa com quem está conversando, podendo chegar a 1,75m de altura. 

Também trabalha no modo automático em que pode ser programado para se movimentar a fim de encontrar uma pessoa com quem possa conversar. 

Possui duas câmeras, sendo que uma delas é fisheye, que permite a percepção mais ampla do ambiente e a detecção de mais de uma pessoa na conversa.

O sistema linguístico é o mesmo do V2, uma base de curadoria que implementa fluxos de comunicação personalizada nas conversas do robô. As possibilidades em termos de fluxo de conversa são infinitas, uma vez que é alimentável.

Seu display de rosto é muito mais completo, mostrando 8 tipos de emoções diferentes, o que torna seu discurso e aproximação com o público muito mais amigável e atraente.

A emoção mais popular é a de “olhos de coração”

Por seu design mais articulado, é possível criar danças para o V4. Nosso time de programadores pode criar uma coreografia personalizada, com música e movimentos únicos. A dança é uma forma simples de chamar a atenção do público em locais de movimento, ou até mesmo um elemento de interação e engajamento já que muitas vezes as pessoas dançam junto com robô. Eventos corporativos até usam para uma espécie de “ginástica laboral”.

O v4 também possui uma tela no peito, mas de tamanho menor (10.1 polegadas com resolução de 1280×800 pixels). A tela não pode ser aumentada devido a cálculos de eixo gravitacional do robô (se a tela fosse maior, teria mais chances de ele tombar para frente).

Reconhecimento Facial e LGPD

Os dois modelos possuem sistema de reconhecimento facial, que pode se lembrar dos rostos das pessoas com quem conversaram, mas sempre com autorização da pessoa. Esse reconhecimento é feito através da base de dados do robô, mas se for uma pessoa desconhecida, o reconhecimento se limitará ao sexo e idade através dos olhos, boca e nariz.

O V4 pode ser treinado a reconhecer rostos a partir de fotos, assim tornando um atendimento mais pessoal em lojas onde as pessoas autorizam o uso de suas fotos no sistema.

Qualquer um dos modelos que for escolhido será programado e levado até seu evento por nossa equipe que acompanha a programação do começo ao fim, prestando suporte e orientando os usuários.

A Umbô tem grande experiência com eventos de todos os tipos, por isso criamos uma base de cenários possíveis que podem facilitar o entendimento de como essa tecnologia pode ser útil pra você. 

Para ver todos os cenários já existentes, clique aqui. Se você tem uma ideia que não está em nossa lista de cenários, entre em contato conosco e nos conte sua ideia.

Return to top of page
× Fale conosco :)